quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Entrevista da TSF a membros da ALT-SHN sobre colecção paleontológica

Bruno Camilo Silva
Bruno Camilo Silva e José dos Santos foram ontem entrevistados em directo pela rádio TSF (ouvir o directo aqui) sobre a colecção paleontológica gerida pela ALT-Sociedade de História Natural, onde se fez um percurso da actividade do Sr. José dos Santos ao longo de 25 anos de colheitas na orla costeira da região Oeste. A Bruno Camilo Silva, director do Laboratório de Paleontologia e Paleoecologia da ALT-SHN, coube explicar quais as principais implicações na transferência desta colecção para os fundos desta instituição científica, abordando várias fases do trabalho desenvolvido sobre a mesma, desde a criação do primeiro SIG de paleontologia em Portugal (Projecto SIGAP: Sistema de Informação Geográfica Aplicado à Paleontologia), o qual incidiu sobre a georreferenciação de mais de 300 jazidas e o seu enquadramento estratigráfico dentro do Jurássico Superior, até à existência de doutoramentos em curso por parte de investigadores do Laboratório sobre dinossauros existentes no vasto acervo.  Foi ainda ressalvado o apoio dado pela Câmara Municipal de Torres Vedras em todo o processo, e o qual foi imprescindível para o destino dado à colecção, do qual resultou a sua gestão pela ALT-SHN, impedindo assim a sua dispersão por privados ou a sua fuga do país.
José dos Santos, em primeiro plano.
A entrevista foi dada no âmbito de uma outra nota, que dava conta de um prémio atribuído a dois paleontólogos portugueses, pela Jurassic Foundation.  Recordamos que esta mesma fundação atribuiu em 2010 uma verba à Investigadora da ALT-SHN e do MHN-UL, Elisabete Malafaia, para estudar colecções de museus americanos com ossos de Allosaurus. Foram 3 meses pelos EUA, no âmbito da sua tese de doutoramento, e que aqui apresentámos um pequeno registo.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Comboios e Dinossauros

Retiramos do Blog Godzillin, dos nossos colegas espanhóis, a seguinte entrada, sobre a fantástica jazida de Lo Hueco: 
 
Nuevo aviso a navegantes.
La WEB de ADIF (Administrador de Infraestructuras Ferroviarias) cuenta desde hoy con una “ficha” dedicada al yacimiento del Cretácico Superior de “Lo Hueco” (Fuentes, Cuenca). No contiene grandes novedades, pero facilita texto e imágenes que pueden servir para aproximarse al yacimiento.
---
¿qué no sabes a que se refiere esta entrada?... más información sobre "Lo Hueco"

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Blog de Ilustração Científica "Portfolium"

Ivan Gromicho, Ilustrador Científico do Laboratório de Paleontologia e Paleoecologia (e Amigo) da ALT-Sociedade de História Natural, lançou na internet o seu blog pessoal "Portfolium". Nele poderemos ver alguns dos seus trabalhos mais recentes e outros que demonstram a sua evolução técnica ao longo do tempo (e já lá vão 12 anos...).

O Ivan está actualmente a realizar um estágio em Ilustração Científica em Paleontologia, no âmbito do seu Mestrado, por terras espanholas, concretamente em Madrid, junto dos nossos colegas da UNED e da Universidade Autonoma de Madrid.

Até Julho por lá ficará, aguardando-lhe quando voltar ao LPP da ALTSHN imenso trabalho, pois as publicações que requerem a sua arte são imensas....

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Pegadas de dinossáurios: uma viagem pelo Mesozóico português

Os Colóquios de Paleontologia surgem pela primeira vez no âmbito das Conferência do GeoFCUL e têm como objectivo aproximar a comunidade académica e não académica a uma das áreas ciêntificas mais aliciantes das ciências naturais.

‘Pegadas de dinossáurios: uma viagem pelo Mesozóico português’ pela Doutora Vanda Santos (Museu Nacional de História Natural, Lisboa) é a conferência que iniciará assim os respectivos colóquios.









12 de Janeiro, 15h00
Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
Campo Grande, Cidade Universitária
Edifício C6, sala 6.2.56

A entrada é livre!!

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Brevemente: Workshop sobre instalação, funcionamento e operacionalidade do software Open Source Specify 6.0

A ALT-Sociedade de História Natural e a Universidade do Kansas (EUA) organizam em Julho um Workshop que pretende ensinar profissionais que lidam com colecções biológicas e de História Natural sobre a instalação e funcionamento do Software Specify 6.0. O Projecto Specify Software foi desenvolvido pela Universidade do Kansas (Natural History Museum  and Biodiversity Institute) e oferece a versão Specify 6.0 com aplicações  destinadas para museus, processamento de gestão de dados de herbários e outras colecções biológicas ou de História Natural. Specify 6.0 lida com informações para informatizar amostras, gestão de coleçcões, rastreamento de amostras e operações de gestão de tecidos biológicos, e para a mobilização de dados de ocorrências de espécies para a Internet. Specify 6.0 funciona em computadores Windows, Mac OS X, Linux, é gratuito e de código aberto, com licenciamento.
Specify 6.0 tem uma interface intuitiva com formulários de dados que visam a racionalização de tarefas rotineiras durante a preparação e validação de informações sobre as coleções para a análise da pesquisa. Specify 6.0 tem inúmeras funcionalidades, incluindo suporte robusto para dados biológicos e outras áreas, cadernos de campo, arquivos anexos, GUIDs, locais de armazenamento hierarquizados, uploads de dados através do Workbench Specify e Excel, contratos de depósito, procedimentos de conservação, conteúdos do objeto da coleção, juntamente com numerosas funções adicionais. Specify 6.0 suporta o uso de aparelhos de gravação para diversos tipos de tratamento, tais como georreferenciação com GEOLocate, criação de etiquetas e impressão de relatórios; e importação e exportação de dados. Specify 6.0 opera com todos os acervos institucionais dentro de um único banco de dados para a administração simplificada.

Brevemente serão dados mais detalhes sobre este Workshop...estejam atent@s!!!
Mais informações ou dúvidas contactar o Departamento de Educação e Formação via email: educacao@alt-shn.org

Este curso vem no seguimento da estratégia adoptada pela ALT-Sociedade de História Natural no sentido de utilizar e difundir plataformas Open Source em ciência, tendo já posto em funcionamento o Projecto SIGAP (Sistema de Informação Geográfica Aplicada à Paleontologia) utilizando software SIG de código livre, com excelentes resultados.


Torres Vedras: Dinossauros e flores


In the earliest mesofossil floras from the Torres Vedras locality, which are of probable Late Barremian–Early Aptian age, angiosperms are surprisingly diverse with about 50 different taxa.

Ok…. Não é uma novidade (excepto para os que só pensam em dinossauros…. e tartarugas), mas um dos registos mais impressionantes da localidade de Torres Vedras (que aparece citada frequentemente em vários blogues e artigos científicos pelos seus dinossauros jurássicos.... e tartarugas fósseis) é o das flores do Cretácico Inferior (neste caso, com cerca de 125 milhões de anos).
Algumas destas flores (como a da imagem), para além de serem das primeiras representadas em todo o planeta, conservam-se em três dimensões, com todas as suas anteras (porção terminal dos estames) cheias de pólen (fechamos os olhos e quase as podemos cheirar,….mmmmmmm)
Pois bem, sobre tudo isto podem ver e ler no Volume da Revista Review of Palaeobotany and Palynology dedicada às floras ibéricas (Iberian Floras through Time: Land of Diversity and Survival), que acaba de ser publicada. Entre outros, contém um artígo de Else Marie Friis e colaboradores no qual se resume o que se conhece sobre estas floras portuguesas.
--
Referencia:
Friis, E. M.; Pedersen, K. R.; Crane, P. P (2010) Cretaceous diversification of angiosperms in the western part of the Iberian Peninsula. Review of Palaeobotany and Palynology (Iberian Floras through Time: Land of Diversity and Survival), 162 (3): 341-361. doi:10.1016/j.revpalbo.2009.11.009.